Quinta-feira, 01 de Agosto de 2019

52311646-CF30-4088-BF8D-B4C7A965B0A8-65476-0000475

é aqui que tem lugar a romaria onde vêm muitos dos emigrantes da região, chegados das Estranjas cheios de saudades destas terras que eram outras, pitorescas ainda, quando daqui foram nos anos sessenta. Nunca foi, não é ainda, uma festa igual a muitas outras que foram evoluindo quase para um parque de diversões, com corrosséis, rodas gigantes ou montanhas russas: aqui a romaria é feita de concertinas, cavaquinhos e cantares ao desafio.
Não faltam, no entanto, à sombra dos muitos carvalhos e sobreiros, que proliferam nesta Falperra, as tendas de comes e bebes, onde o calor faz do vinho verde carrascão, bebido nas grosseiras malgas, quando não pela própria caneca, a coisa por todos mais procurada.
As regueifas pendem dos braços femininos, quais pulseiras gigantescas, à espera da fome que há-de chegar.
Um dos poucos lugares onde a mão do homem não chegou ainda, com intenções depradadoras, aqui, nesta capela, junto à da irmã, Santa Madalena, casou, num lindo dia de Junho, com o carvalhal no auge do muito que de belo tem, uma irmã. Em Santa Marta do Leão - muito perto correm as afamadas águas frescas da fonte com esse nome -. Mas é no dia 29 de Julho que a Santa é festejada.

 

 

 

 



publicado por Cristina Ribeiro às 10:57
Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...
mais sobre mim
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


links
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO