Segunda-feira, 22 de Março de 2010

 

ver, primeiro na National Gallery, depois no Victoria and Albert Museum, os quadros de John Constable teve em mim um impacto do encontro com o muito belo até aí desconhecido. Nele senti, talvez, ainda uma maior identificação com a natureza, onde o céu sempre ocupou um lugar de primazia. Nascido no condado de Suffolk, e, tal como o pintor londrino, muito facilmente reconhecido como seguidor da escola romântica, mas, em quem se vislumbram, também, já, laivos impressionistas, iria ser, do mesmo modo, na capital inglesa onde, ao fim de muitos embates com a Academia, acabaria por se revelar publicamente. Foi lá , também, que o fui descobrir.



publicado por Cristina Ribeiro às 12:19
bela composição...
Daniel João Santos a 22 de Março de 2010 às 22:48

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...
mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
19
20

23
25
26
27

29
31


links
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO