Segunda-feira, 22 de Março de 2010

 

 

 Na Sexta-feira, ia eu carregada com vários sacos, quando um daqueles velhos lavradores de quem tenho falado, que do campo me vira pousar os ditos com frequência, a fim de recobrar forças, largou a enxada com que preparava a terra para o plantio do batatal, como me disse depois, quando inquiri,e veio perguntar-me:-" a comadre precisa de ajuda? " Comecei por ficar perplexa com tal tratamento, vindo de alguém que não conhecia, mas logo vi da bondade do mesmo. Depois de lhe agradecer, e dizer da não necessidade de ajuda, falei-lhe no quão bonito se achava o campo, todo aos talhões, e ele divagou sobre o tempo em que toda a aldeia era assim: " um brinco! ; agora...agora a gente moça não quer trabalho, mas emprego ".

Despedi-me e vim a matutar na sabedoria deste nosso povo simples.



publicado por Cristina Ribeiro às 11:47
Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...
mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
19
20

23
25
26
27

29
31


links
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO