Sexta-feira, 09 de Outubro de 2009

"Três meses depois, quando o exército dos Sete Povos já havia sido completamente desbaratado numa batalha campal, e os habitantes do povo de Alonzo, desesperados, prendiam fogo à catedral e às casas, para que elas não caíssem inatas nas mãos do inimigo vitorioso que se aproximava, Pedro montou num cavalo baio e, levando consigo apenas a roupa do corpo e o punhal de prata, fugiu a todo o galope na direcção do grande rio". Passo do segundo livro, «O Continente», da Trilogia «O Tempo e o Vento», de Érico Veríssimo- os outros dois são «O Retrato» e «O Arquipélago»-, da qual escreveu José Aderaldo Castelo, Professor da Universidade de S. Paulo: "Obra cíclica sobre a formação social do Rio Grande do Sul, (...) monumental, de grande força épica , beleza lírica e intensidade dramática, inicia uma nova fase do romancista do Modernismo", ele que nos seus primeiros romances:«Clarissa», «Olhai os Lírios do Campo» e «O Resto é Silêncio» tivera "a preocupação de discutir aspectos da crise moral e espiritual do homem ou da sociedade contemporânea, guiado por uma certa maneira de ver os factos, já identificada como expressão do cristianismo primitivo do Autor".

 

 

 Abril de 2008



publicado por Cristina Ribeiro às 21:38
Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...
mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15


31


links
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO