Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Tempo Esse Grande Escultor

Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...

O Tempo Esse Grande Escultor

Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...

Havia algumas horas já que deixara de chover.

Cristina Ribeiro, 07.11.09

 

 

 

               

 

 

No céu algumas nuvens ainda, mas agora com muitas abertas, por onde o sol começava a aparecer, a medo primeiro, com mais força depois. No campo " cor de limão ", que, uma semana atrás, tinha visto branco, alguns dos poucos lavradores que por cá ainda " fazem " a terra. As galochas que trazem calçadas denunciam o encharcado do terreno.. Pergunto ao António: - Estão a preparar alguma sementeira? ; ri-se da minha ignorância. - Como é que pode semear o que quer que seja, com a terra assim empapada? Não, estão só a ver se não houve estragos na erva, por mor de alimentar o gado.

Só lá para Março, depois de se meterem as batatas à terra, começam as sementeiras do milho e do centeio. Nessa altura a chuva aparece sempre, mas já terá passado o perigo das geadas... Com a chuva que agora cai, que Deus a dá, certamente eles estarão amanhã outra vez, a ver o estado da erva; " por mor de alimentar o gado".

 

Janeiro de 2009

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.