Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009

 

li, num livro infantil, duma sobrinha, da lenda que lhe originou o nome, bem como o da serra onde nasce. Ao passar pela serra de Agra, nas cercanias de Vieira do Minho, um cavaleiro apaixonou-se por uma pastora, que aí pastoreava cabras. Mas, depois de viverem dias de intenso romance, o cavaleiro teve de se ausentar. As lágrimas que a enamorada começou nesse dia a verter depressa formaram um caudal imenso, tanto mais que o cavaleiro tardava. Desejou a pastora ser ave, para ir ao seu encontro, e Ave passou a ser o rio causado pelo seu pranto; da Cabreira, a Serra que assistira ao enlevo e ao desencanto...

 

Julho de 2088



publicado por Cristina Ribeiro às 02:52
Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...
mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15


31


links
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO