Domingo, 11 de Outubro de 2009

 

Com nascente na Serra do Larouco, o Cávado percorre muitas povoações, antes de desaguar no mar entre Ofir e Esposende. Alguns dos locais de passagem deste rio que brotou de entre pedras de granito, encontram-se nas Serras da Cabreira e do Gerês. É nesta que me é mais familiar, sendo "de cortar" a beleza que aí adquire, entre margens de recorte idílico. Durante o seu curso, a caminho da Foz, passa por debaixo de algumas pontes , também elas de assinalável encanto, como a que une as margens da vila de Prado, às portas de Braga.

 

 

1 de Junho de 2008



publicado por Cristina Ribeiro às 12:11
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...
mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15


31


links
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO