Terça-feira, 16 de Novembro de 2010

mas sempre que " os " oiço não posso impedir-me de fazê-la: porquê. Estão mesmo a fazer de nós parvos, e, convenhamos, porque contam com a falta de memória de todo um povo, convictos que estão de que uns " rebuçadinhos " às vésperas das eleições o faz esquecer do que antes fizeram - rotativamente, ora um, ora outro, quando um dos dois partidos está no poder diz do outro que se limita ao "  bota-abaixo ", afinal a mesmíssima coisa que fizera alguns anos antes: há poucos minutos foi a vez de Sócrates, mas essa " deixa "  passará, inteirinha, ao senhor que se segue, quando chegar a vez do outro partido ir para o poleiro, e que agora está a " botar abaixo ".

E não se pode mandá-los calar?

 



publicado por Cristina Ribeiro às 21:23
infelizmente a memoria do povo é curta.
Daniel João Santos a 16 de Novembro de 2010 às 21:57

Cara Cristina,

Nem diga! Quando vejo no que o experimento democrático deu em todo o Ocidente, sou obrigado a bater palmas ao Aristóteles.

Um abraço.
Carlos Velasco a 22 de Novembro de 2010 às 18:20

Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...
mais sobre mim
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
26
27

28
29
30


links
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO