Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Tempo Esse Grande Escultor

Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...

O Tempo Esse Grande Escultor

Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...

Um presente.

Cristina Ribeiro, 29.06.10

 

Há dias, quando me viram olhar o telemóvel a fim de saber as horas, perguntaram-me: - mas tu não tens relógio?

-Há muito tempo, respondi; e dei comigo a sorrir, a pensar no meu primeiro relógio: foi o presente que me deu o meu pai, quando fiz, com resultados satisfatórios, o primeiro  exame no secundário.

Era um Yema, tal como esse aí, mas, obviamente, num modelo anterior. De correia azul, caixa cor de prata, e fundo azul, era o meu orgulho. Chegava ao fim das aulas, em Junho, e tirava-o, porque me me fazia sentir calor no pulso, e só o ia buscar à gaveta, onde o guardara, em Outubro, quando voltava o tempo mais fresco. Memórias que fazem sorrir, na verdade...

4 comentários

Comentar post