Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Tempo Esse Grande Escultor

Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...

O Tempo Esse Grande Escultor

Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...

Na cidade que foi o centro do mundo: porque todos os caminhos lá vão dar

Cristina Ribeiro, 27.06.10

 

 

O sol desse mês de Junho estava no pico quando deixámos a fortaleza que Adriano idealisara para ser o seu mausoléu, mas que depois, além de funções militares, foi refúgio de Papas, sempre que se sentiam ameaçados, e que foi chamado de Castelo de Santo Ângelo quando um desses  pontífices afirmou ter visto no cimo do edifício o Arcanjo São Miguel.

 

 

Passámos então, com intenção de acedermos ao centro da cidade, a ponte sobre o rio Tibre, que tem o mesmo nome do castelo, e é decorada por anjos esculpidos por Bernini.

 

 

 

Chegámos assim à  Praça Navona, onde, sentadas numa gelataria, e deliciando-nos com um dos famosos sorvetes italianos, pudemos apreciar a riqueza barroca das suas três fontes - de que se destaca a fonte, central, dos quatro rios, construída pelo mesmo famoso Bernini, e onde estão representados os quatro continentes, por via dos seus rios mais emblemáticos: Europa ( Danúbio ) África ( Nilo ), América ( Rio da Prata ), e Ásia ( Ganges), além da Igreja de Santa Agnese, desenhada pelo rival de Bernini, o também famoso Borromini.