Quarta-feira, 07 de Abril de 2010

 

 

Com a mão a proteger o rosto - e que forte estava o sol ! - relembrava aquele dia, havia muitos anos já, em que, com a mãe, fora ver as caravelas que levavam como destino a demanda desse Oriente, de onde chegavam notícias de um mundo novo a descobrir. Como  rezara então para que os homens que nelas iam fossem bem sucedidos !

Muitas viagens tinham sido feitas desde então, e de todas ela ouviu dizer: " valeu a pena " !

Hoje estava ali, no mesmo Alto do Restelo, esperando a largada das naus, e numa delas ia o seu homem: que, mais uma vez, valha a pena...



publicado por Cristina Ribeiro às 14:41
valia a pena descobrir outros mundos e sentir orgulho de sermos quem eramos.
Daniel João Santos a 7 de Abril de 2010 às 21:57

É como diz, Daniel - nessa altura a alma portuguesa era imensa.

Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...
mais sobre mim
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
22
23
24

25
28
29
30


links
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO