Segunda-feira, 12 de Maio de 2014
 
 
 

" Canta o « Suão » p'la força da estiagem
e, á caustica vertigem de a abrazar,
em crispações de luz cai na paisagem,
ébrio de raiva, o sol canicular.

 

 

Do saibro vivo que arde entre a folhagem
ao largo uma cegonha ergue-se ao ar
e contra o vento as asas mal reagem,
cansadas já de tanto se exforçar.

 

 

Na farta ondulação da cor, os olhos
recolhem da impressão mordente e vasta
só traços discordantes de arabesco.

 

 

Perdidos por alqueives e restolhos,
em torno deles tudo o mais se empasta
como um borrão violento ainda fresco. "

 

                 António de Monforte

                 ( António Sardinha )

 


publicado por Cristina Ribeiro às 22:18
Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...
mais sobre mim
Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


links
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO