Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009

 

cabisbaixa, ela pensava o passado, mas sonhava também o futuro. Sentia-se forte, apesar de saber que quem por ali passava , e a via de olhar 'parado, a julgava a pensar na morte da bezerra. Sorria por isso. Que sabiam os outros? Acabara de se prometer não chorar mais pelo leite derramado, consciente, embora, de que nem sempre poderia cumprir essa promessa - mas essas quebras tinha-as ela ressalvado no acordo que fizera consigo mesma; afinal falhar é humano, pensou.

 

Janeiro de 2009


tags:

publicado por Cristina Ribeiro às 23:09
não chorar sobre o leite derramado, mas aprender a lição para não o voltar a derramar.
Daniel João Santos a 13 de Novembro de 2009 às 21:54

Dar com a cabeça na parede ajuda...
Cristina Ribeiro a 13 de Novembro de 2009 às 22:04

Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...
mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13
14

15
18
20
21

22
25
27



links
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO