Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009

 

Tenho para mim que o rio é a maior das muitas maravilhas em que a Natureza é tão pródiga: ver a água correr para o mar, por vezes numa lentidão feita calmaria, doutras numa urgência tal que o seu curso é semeado de remoinhos vorazes. As margens sempre luxuriantes e convidativas... Não, não encontro cenário mais aprazível! Assim é o Rio Ave, tão vário ao longo de um leito que o leva desde a nascente na Serra da Cabreira, até que encontra o mar,junto de Vila do Conde. É este rio que conheço desde pequena, por fazer da terra onde nasci um dos seus lugares de passagem. Habituei-me, pois, a vê-lo transbordar no Inverno, de maneira a cobrir totalmente a ponte romana que liga as duas margens, e a surgir aos nossos olhos pouco mais do que um riacho no Verão, quando aquela é avistada em todo o esplendor de pedra antiga.

 

Julho 2008



publicado por Cristina Ribeiro às 02:45
Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...
mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15


31


links
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO