Segunda-feira, 13 de Maio de 2013







Estávamos já desanimados! Desta vez o " trabalho de casa " fora descurado, e íamos completamente às escuras, sem saber o que poderíamos ver.

Para trás ficara o concelho de Valpaços, onde nos tinham falado do castelo de Monforte, no concelho de Chaves, mas sem que nos soubessem dizer em que freguesia o encontraríamos. Fomo-nos aproximando da sede do concelho, perguntando a todos que encontrávamos no caminho: informações confusas e, por vezes, contraditórias. 

Até que alguém nos falou na freguesia de Águas Frias. Procurámos por ela, até que, lá bem no alto da serra do Brunheiro o vimos. Que longe estava! " - se chegámos até aqui, não vamos sem o visitar! ", dissemo-nos.

O caminho revelou-se muito íngreme, próprio para ser cavalgado pelos cavaleiros que nele habitaram, desde o reinado de D. Afonso III, que o terá mandado edificar.

Valeu a pena.

Em redor do castelo, uma grande extensão invadida por carvalhos, e outras árvores, propícia a um descanso reparador antes de entrar no grande portão verde que nos dava acesso a miradouro de onde se alcançava maravilhoso panorama, com o rio Tâmega lá no fundo. Em ruínas, o castelo conserva aquele encanto que nos faz pensar que as pedras a qualquer momento nos poderão dizer alguma coisa sobre o que presenciaram ao longo dos séculos. Mas, como sempre, o silêncio ali continuava a ser rei.


publicado por Cristina Ribeiro às 17:05
Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...
mais sobre mim
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


links
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO