Sábado, 24 de Outubro de 2009

 

 

Era a frase que ajuntava à imagem de um homem a segurar numa mão, fora da água, por mor de o não molhar, um rolo de papéis, enquanto que com o outro braço nadava, e enfrentava as ondas que ameaçavam engoli-lo. Esta uma das capas dos cadernos pautados, azuis, verdes ou laranja onde ia desenhando as letras que, esforçadamente, a D. Maria nos ia revelando, e que adquiria na Venda da avó.

 

1 de Dezembro de 2008


tags:

publicado por Cristina Ribeiro às 20:56

o mínimo de credibilidade moral», escreveu o insuspeitíssimo António José Saraiva.

 

 

Há 33 anos, no dia correspondente ao de hoje, alguns homens devolveram-nos a esperança, ao livrarem-nos da maior e mais negra das ameaças, e como tal o festejamos, mas bem depressa o alento então insuflado se desvaneceria, até chegarmos ao estado amoral em que nos encontramos.

 

25 de Novembro de 2008



publicado por Cristina Ribeiro às 20:49

 

 

« Distintos Professores deste Liceu Central

 

Não vos zangueis connosco, nem tomeis a mal

Que a gente se divirta assim todos os anos,

Ao menos uma vez...Vós não sereis tiranos.

Se vos queixais de nós, façamos hoje as pazes

Porque vós afinal, também fostes rapazes »

( Excerto do « Pregão Nicolino », de 1921, coligido por Lino Moreira da Silva in «Guimarães e as Festas Nicolinas » )

 

Insere-se este «Dia do Pregão» num vasto conjunto de festividades com que os estudantes de Guimarães homenageiam o seu Santo Patrono, São Nicolau, que terá sido Bispo de Mira, na Turquia, no séc. IV: uma semana de folguedo, que se inicia com a Noite do Pinheiro, no dia 29 de Novembro, e termina com o Baile Nicolino, no dia 7 de Dezembro. «No séc.XVI, deu-se em Guimarães um acontecimento decisivo para as Festas Nicolinas- a instauração da Universidade da Costa ( 1537-1543 ). Com professores e até alunos vindos de fora-Lovaina, Paris, Salamanca....(...) É a partir desta altura que começam a levantar-se, de modo consciente e deliberado, as Nicolinas, enquanto Festas dos Académicos de Guimarães.». Mas S. Nicolau já era « muito venerado entre nós durante a Alta Idade Média, quando capelas e altares lhe eram dedicados. Concretamente em Guimarães, ele era celebrado na Igreja da Colegiada pelos populares e pelos Estudantes, de quem era Santo Protector »

 

Novembro de 2008



publicado por Cristina Ribeiro às 20:37
Um arquivo dos postais que vou deixando no Estado Sentido, mas também um sítio onde escrever outras coisas minhas..Sem Sitemeter, porque pretende ser apenas um Diário, um registo de pequenas memórias...
mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15


31


links
pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO